Atenções fundamentais com a bateria do iPhone

A bateria do seu celular pode ficar viciada se ficar ligada na tomada por um bom tempo? Realizar uma carga total estende o desempenho da bateria do celular? No momento em que o celular esquenta é por que existe risco da bateria pegar fogo? Observe uma lista com as principais sugestões e os mitos em relação à bateria de celulares e Smartphones Aprenda a preservar a bateria de seu celular e entenda o que não se deve fazer com ela.

Cargas inteiras aumentam a longevidade das baterias dos celulares


Essa é uma sugestão com fundamento, sem nenhum receio. Caso você consiga utilizar o iPhone até a bateria descarregar e realizar uma carga completa logo depois, o dispositivo pode render mais. Entendemos que na maioria dos casos não é possível executar isto, contudo em se tratando dos Smartphones com tela touch, que absorvem demasiada carga, é bom realizar uma carga total pelo menos uma vez por mês.
A bateria rende mais, pois ela é capaz de ser produzida com materiais como Lítio-Polímero, Íon-Lítio, Níquel-Híbrido e Níquel-Cádmio. Mínimas cargas fraquejam a eficácia do dispositivo. Já as grandes cargas mantêm o estágio de funcionamento.

Acumule a bateria do celular desconectando se não tiver sinal


bateria-celular Não se trata de um mito, porém sim uma dica preciosa. Em território brasileiro, é normal as operadoras não funcionarem corretamente em determinados locais da cidade. Quando o Smartphone perde a sintonia, ele gasta mais bateria tentando procurar a rede.
Na prática, o que o telefone faz é elevar o ganho de sinal interiormente, tentando obter o mínimo de eficácia necessária para restabelecer essa conexão. Com o crescimento do ganho, eleva o consumo da bateria e a temperatura interna do aparelho.
Uma maneira de evitar esse desperdício de energia desnecessária é, meramente, desativar o aparelho. O mesmo processo vale se você deseja só conectar-se à internet e o 3G não acha-se funcionando, ou não há sinal Wi-Fi disponível. Caso o celular esteja buscando uma conexão sem fio e não conseguir conectar, ele vai gastar mais bateria buscando redes mais distantes.
No caso do 3G, ele irá poder até conservar-se conectado, porém, caso o sinal esteja péssimo, a qualidade da conexão vai estar arruinada. Não vale a pena o desperdício e o desgaste que isto tem grande chance de causar à bateria. Deixar a conexão Bluetooth conectada também é outro equívoco. Se não estiver usando, desligue-a.

Prudência com a situação da bateria do iPhone


Pôr a bateria do celular em lugares quentes é uma lenda e não é discutido corretamente. Normalmente, as pessoas imaginam que o dispositivo pode detonar caso inserido em uma temperatura mais alta.
Isto não é completamente mentira, porém variadas baterias de Lítio-Polímero foram produzidas para não explodirem de forma nenhuma. Entretanto mesmo com esse material peculiar, infortúnios são capazes de surgir.
Outra sugestão válida na hipótese de esquentamento de celulares é que nem sempre a bateria esquenta quando só exposta aos raios solares. Um espaço que desgasta o componente é o bolso da sua roupa. Como ele se encontra em contato com seu corpo, a propensão é que o local tenha uma temperatura razoavelmente alta, razoável para causar danos ao dispositivo.

Evite utilizar as funções de câmera e vídeo do Smartphone


Esta é outra sugestão, e não um tabu sem fundamento. Você pode desconfiar desta verdade olhando as especificações de energia de cada um dos dispositivos. Um meio veloz de aquecer o aparelho e a bateria, desgastando os dois, é ativar constantemente a câmera de fotografia ou ver inúmeros vídeos do YouTube. As imagens em movimento diminuem o desempenho da bateria para cerca de um terço.
Um desgaste de energia neste nível compromete a vida-útil de sua bateria. Portanto, só assista vídeos se for realmente necessário. Caso você fique, por exemplo, tentando acessar o YouTube com uma conexão ruim, só irá gastar bateria.
A culpa disso, obviamente, é a quantidade excessiva de consumo de energia interior: a tela irá precisar ter potência para trocar todos os pixels rapidamente; o processador para enviar os dados; o modem para adquirir o sinal; e o canal de áudio para entregar tudo com qualidade. Ou seja: você irá estar usando quase todos os recursos do telefone simultaneamente.

Vale a pena trocar a bateria do celular?


Esse é um tabu que não é tanto discutido. Muitas pessoas vulgarizariam a resposta falando que “vale a pena” ou que “não vale de maneira nenhuma”. O apropriado nesses casos é dar uma olhada no quanto será gasto para efetuar a conservação do Smartphone. Dispositivos Android são mais simples de serem desmontados e seus elementos podem ser comprados à parte. Dispositivos da Apple são mais dificultosos de serem desmontados e é sempre bom consultar uma revendedora com o objetivo de se informar melhor.
Se o esquentamento da bateria comprometeu outros elementos, como a placa-mãe do dispositivo, talvez seja a ocasião de você substituir de celular. Nestes casos, não trata-se apenas de um problema de bateria, mas sim da inutilização do gadget. No entanto, um baixo desempenho de bateria pode ser facilmente resolvido com a substituição dela, sem precisar gastar mais obtendo um celular novo.

Como escolher um carregador móvel de bateria de celular


A cada dia, as fabricantes fornecem baterias mais potentes em seus dispositivos. Determinados modelos podem continuar ligados ao longo de vinte e duas horas em ligações ou sessenta e quatro horas reproduzindo música. Mesmo assim, o tempo de duração não é o bastante para vários usuários, que ficam sem poder usar o equipamento antes do dia terminar. A melhor solução é usar um carregador móvel a fim de assegurar que o Iphone permaneça ligado quando não há tomadas próximas.
Apesar de possuir um visual sem várias diferenças, o carregador móvel de bateria de celular conta com especificações fundamentais que devem ser levadas em conta pelo usuário. O primeiro item a ser examinado é a proveniência da bateria. Antes de comprar o acessório, confira se a embalagem tem o selo de autorização da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel). O documento assegura ao cliente que o produto tem os padrões de proteção, como resistência à temperatura e proteção contra sobrecarga e curto-circuito.
Em seguida, verifique a capacidade de carga, mensurada em miliampère-hora (mAh). Essa informação dirá o quanto da bateria do celular necessita de ser carregada com o acessório. O adequado é obter um carregador com, no mínimo, a mesma capacidade do celular. Aí, o celular consegue retornar aos cem por cento mesmo se gastar uma carga inteira.
Se o carregador oferecer uma carga bem menor no que se refere à bateria do celular, não vai ter tanta funcionalidade. No entanto, uma capacidade alta quer dizer mais recargas para o celular. Por exemplo, um carregador móvel para um celular de 2.500 mAh tem a necessidade de ter, ao menos, 2.500 mAh para recarregar o equipamento completamente. Se o acessório tiver 5.000 mAh, conseguirá completar duas recargas.

Confira a intensidade das baterias dos celulares

Assim como a eficácia, a potência da bateria é mais um ponto relevante. O celular só é carregado caso a corrente elétrica que sai da bateria seja semelhante ou superior à intensidade do smartphone. O valor é indicado em Watts (W) e pode ser calculado por meio da multiplicação dos valores em Volts (V) e ampères (A), que representam a potência de saída e entrada de energia, respectivamente. As informações geralmente estão indicadas na bateria, no carregador ou no tutorial do celular. Quanto maior a potência de carga, mais ágil é a recarga do equipamento.
A cada recarga, as baterias sofrem um gasto das substâncias químicas em seu interior. Dessa maneira, os carregadores têm uma quantidade restrita até que a bateria se esgote 100%. A medida usada para determinar a vida utilizável de uma bateria é o total de recargas, inclusive chamada de ciclos.

Recarregue a bateria dos celulares apenas na ocasião em que acabar a energia


Com o objetivo de evitar que o carregador portátil tenha uma diminuição muito grande do potencial da bateria, o aconselhado é recarregar o dispositivo só na ocasião em que sua carga achar-se inteiramente esgotada. Desta forma, o acessório não gasta ciclos inutilmente. Não há uma maneira fácil de verificar o total de energia que uma bateria ainda tem. À vista disso, o mais sugerido é adquirir um carregador com um visor que informa a carga que falta.

Atenções fundamentais com a bateria do iPhone
Avalie esta postagem

Deixe uma resposta